Helen en Delen

Sobre mim

O meu nome é Andries Sijtsema. Nasci em Dezembro de 1954 na aldeia Frisian De Knipe, no município de Heerenveen.

IMG-20160207-WA0001

Finalidade

15 de setembro de 2012 foi o dia em que, após um período muito deprimido na minha vida, eu renasci. Fui ‘tocado’ por uma energia (Eu chamo ‘energia do anjo’), que também é chamada “luz branca”. Um toque suave, intensamente afetuoso de repente ocasionou uma transformação profunda em mim, e através desta manifestação, percebi que eu poderia e iria curar muitas pessoas. Não posso descrever tudo o que aconteceu (pode ler isso no livro de visitas), mas eu vi um milagre todos os dias desde então.

Amor

Os primeiros tratamentos, depois de me ter sido dado o meu propósito, eram revelações para mim. Eu não sabia o que dizer imediatamente, mas segurar nas pessoas e impor as mãos causava recuperação espontânea que eu não podia explicar racionalmente e isso surpreendia-me a mim, aos meus clientes e a todos ao meu redor. Por exemplo, as pessoas ficavam subitamente aliviadas da dor que padeciam há anos. Cada tratamento que faço desde então torna-me mais humilde e faz-me perceber que não sou ‘eu’ que cura essas pessoas. Isso não vem ‘de’ mim, mas “através” de mim. Estou autorizado para ser um canal para o poder da cura e amor de Jesus Cristo.

A minha missão

A minha missão é aliviar ou curar a dor e o sofrimento das pessoas e permitir-lhes restabelecer a ligação a si próprio através do poder de cura e amor de Jesus Cristo. Alguém uma vez disse-me : ‘Trazes almas perdidas de regresso a casa’. Talvez essa seja a melhor descrição. Algumas pessoas experimentam o meu tratamento como se estivessem a regressar à base.

Admiração

Desde setembro de 2012 cada dia é outro dia cheio de admiração e mais respeito pelo ‘milagre’. Todos os dias fico surpreendido com o que as ‘minhas’ mãos de cura estão autorizadas a fazer e o que o poder e o amor de Jesus Cristo faz à vida dos meus clientes. Quando imponho as minhas mãos a alguém com amor, que então se recupera de anos de dor crónica ou traumas, é um momento de pura felicidade para mim. Sinto um profundo amor quando vejo que as pessoas começam a acreditar na sua própria força e confiança intrínseca e que refazem as suas vidas , recomeçam a ser eles mesmos e têm melhor aparência. Eu acho que o fato de estar autorizado a contribuir para isso é um milagre. Este é o dom mais precioso que um humano pode ‘ter’.